Menu em imagem

Image Map

17 outubro 2015

{Resenha} ~ Os Três - Sarah Lotz ~

Quando li: Outubro, 2015.
Título: Os Três
Autor(a): Sara Lotz
Páginas: 400
Classificação: 
Onde comprar: Submarino | Americanas | Saraiva

Sinopse: Quinta-feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofrem uma transformação.
A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, que não é para ele...
Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.

Bacana essa sinopse, não é mesmo?
Fiquei bem impressionada quando eu a li pela primeira vez.

Bom. Esse mês resolvi fazer posts temáticos aqui no blog. Daí pensei: Uau! Mês de halloween! Vamos focar no terror!
E, para tanto, eu preciso ler livros de terror. Correto? Correto.
Eis que me lembro de um livro que comprei há tempos atrás. A sinopse era interessante, assustadora. A capa é linda. As laterais são negras. Tudo bem assustador!
Mas.... E a estória Fabi? Ela é assustadora?
Não. Ela não é. Pelo menos não na sua totalidade.

No ano de 2012, no dia 12 de janeiro, para ser mais exata, quatro aviões caem praticamente simultaneamente. Um avião para cada continente (desconsiderando a Oceania e os extremos do globo). Inicialmente, são quatro sobreviventes. Depois, ficamos com apenas três. Três crianças. Jess, Bobby e Hiro. A data fica mundialmente conhecida como A Quinta-feira Negra.

No Japão, uma americana que estava no voo grava uma mensagem no mínimo intrigante. Ela cita sua amada cadelinha Snookie ao frisar que o marido não pode dar chocolate a ela, pois é um veneno para os cachorros - arrasou na dica, Pam! E, ao pastor Len, ela diz que Eles estão aqui. E diz algo sobre um menino. O menino. Há algo que ela diz mas que não fica gravado. Ela fala sobre algo - crianças ou pessoas - "sem pés" na floresta, e acha que eles estão indo pegá-la.

E aí começa a minha empolgação. O avião cai em uma floresta cercada por mitos e lendas. Ela é usada como um ponto para suicídios, e, de acordo com a crença japonesa, as almas vão para o outro plano sem os pés, para não deixar pegadas e evitar que ninguém - ou algo - siga seus passos.

Os outros acidentes são citados, alguns detalhes são dados, mas nada chega aos pés da repercussão causada pela mensagem de Pam na queda do avião do Japão. E tudo isso se deve ao Pastor Len, que cria uma teoria maluca acerca da mensagem da moça. Para ele, a mensagem dela anuncia o fim dos tempos.

Depois da mensagem bombástica de Pam, o encontro das crianças que sobreviveram com os seus familiares é o segundo acontecimento intrigante. Todos afirmam que elas estão diferentes, mas sempre associam tais diferenças ao trauma sofrido. Como se não bastasse o acidente, todos eles perderam entes queridos nele. Mas as diferenças não se devem ao trauma. Há algo por trás de tudo isso. E é aí que ficamos com a pulga atrás da orelha! Qual o motivo para  elas terem ficado tão diferentes afinal de contas? O que há de errado com elas?

A história é contata por Elspet Martins, uma jornalista que fez entrevistas com todos os envolvidos - principalmente pessoas que estão ligadas às Três Crianças-Milagre ou que de alguma forma tenham tido algum contato com elas.

O livro é feito de depoimentos dessas tais pessoas, cada uma contando um fato diferente. Não há um momento onde há uma narrativa direta, As passagens "explicativas", digamos assim, acontecem quando é feita a introdução do que leremos.

O início do livro é muito bom. Quando os fatos começam a ser lançados na estória, ou a ideia deles, ficamos completamente envolvidos. Ficamos curiosos para saber o porquê daquilo, e por isso acabamos por virar as páginas sem sentir. Ansiamos por aquele momento em que vai rolar o grande "BOOOOM" da estória e o terror vai aparecer de verdade - a descrição dos fatos dá só um medinho, mas nada grave.

E aí, de repente, tudo se dissolve.
O fanatismo religioso toma proporções astronômicas e a narrativa que já não e das mais envolventes, fica ainda mais arrastada.

Os acontecimentos vão sendo alimentados com outros fatos sem sentido. E o fim de tudo? É ruim. Decepcionante. É tipo - OI? ENTÃO É ISSO? SÉRIO?

Ao ler Os Três me lembrei de um filme que eu tinha muita vontade de ver quando eu era mais nova e meu pai não deixava. Ele parecia apavorante, e no fim, era bem água com açúcar. Se chama A Bruxa de Blair. Alguém aí conhece?

Bem, em suma - já me prolonguei demais - a estória tinha tudo, TUDO MESMO, para ser ótima, assustadora, com um suspense daqueles que dão friozinho na barriga. Mas, infelizmente, a autora não soube explorar seus ingredientes, e o resultado da receita foi um livro de terror sem terror.

Apesar da resenha amarga, eu indico o livro.
Sua percepção pode ser diferente da minha, seu momento pode ser diferente do meu, e você pode achar o livro genial.
Eu queria ter achado... mas nem tudo são flores.

Duas estrelas? Sim, duas.
Por um simples motivo: o livro tem potencial.
Abra a sua mente, leia e me conte o que você achou.

E cuidado com o menino.






19 comentários:

  1. Oi, Fabíola!
    Logo quando o livro foi lançado eu me empolguei. Não tinha dinheiro para comprá-lo e só fiquei querendo mesmo. Depois um monte de outros livros foram aparecendo, mudei as prioridades e nunca li esse. Tinha visto algumas resenhas controversas da obra e fiquei dividida porque geralmente não gosto dos livros que todo mundo gosta, ou simplesmente eu curto livros que tem nota baixa no skoob. Coisa anormal. Bem, não fiquei animada para ler o livro apesar da curiosidade que senti. Tenho tanto livro para ler e acho que uma leitura massante não dá agora.
    Gostei da resenha e sinceridade!
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos bem parecidas quanto à "modinha dos livros que todo mundo gosta", Alana! Normalmente eu também acabo não gostando muito daqueles livros que todos amam... E fico toda derretida por aqueles que o povo rejeita.
      E Os Três foi mais um caso em que o que a maioria diz não me representa, rs.
      Obrigada pelo comentário e por encorajar a minha sinceridade!

      Beijos!

      Excluir
  2. Caramba, taí um livro que quero ler a muito tempo. Cheguei perto de comprá-lo, mas estava muito caro, na época, e até hoje não consegui. kkkkk

    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A meu ver ele ainda tá meio carinho, viu.
      Quando fiz a resenha ele estava R$26,90 no submarino.
      Não é tãaaaoooo caro... Mas como não curti a estória, acho uma fortuna! Haha...
      Dá uma espiada lá e veja se não ta rolando promoção!
      Sem falar que a black friday está chegandoooo!!!!
      :O

      Beijos

      Excluir
  3. Poxa, a sinopse é bem interessante mesmo, mas pelo que você descreveu não me interessei pela narrativa. A premissa tem potencial, mas pelo visto não foi bem trabalhada :/

    Beijos,
    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Marina.
      Tem muitoooo potencial, mas o mesmo não foi explorado e nem trabalhado. Tinha tudo pra ser um daqueles livros que nos tiram o sono...

      Beijos!

      Excluir
  4. Eu me apaixono por um livro só de ler a sinopse,a capa me chamou muita atenção e li com tanta vontade seu post que quando chegou o final me deu até um pouco de desanimo. Poxa vida um livro de terror, sem terror não dá né.
    Já estava até imaginando um filme sobre a historia :( :(
    Bjinhos
    http://www.soellasentendem.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente eu também fui iludida pela sinopse e pela capa, Itamara!
      Mas leia mesmo assim! Vai que a sua opinião é diferente da minha?
      Se gostar, volte aqui pra me contar!

      Beijos

      Excluir
  5. Uma das coisas mais gostosas de vir é aqui, é saber que sempre vou encontrar resenhas bem escritas!
    Ótima dica de livro! Vi inúmeras resenhas positivas sobre ele.
    Apesar de eu não ser grande exploradora da literatura desse gênero, comecei a ficar bem interessada de uns tempos pra cá. Já sei até por quais livros começar! haha

    Beeijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raissa, seus comentários sempre me deixam hiper feliz! Rs.
      Obrigada!
      Esse é um gênero que tem tomado grande proporção. Temos várias estórias incríveis por aí que valem a pena ganhar uma chance! Quando tiver sua primeira experiência com o gênero, corre aqui e me conte o que achou!

      Beijos!

      Excluir
  6. Oi Fabi! Eu curti a história e cheguei mesmo a sentir medo, a minha ressalva ficou por conta do final não ser tão esclarecedor, eu queria as respostas exatas pata tudo o que havia ocorrido,


    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Cida... Que final mixuruca né?
      Ai, fiquei brava! Rsrsr...
      O livro me envolveu muito até um certo ponto... Depois me deixou bem desanimada. E medinho nem apareceu! #UmaPena
      Mas que bom que vc gostou!
      :D

      Beijos

      Excluir
  7. Oláá :D
    Já li diversas resenhas desse livro para tentar comprá-lo e sempre fico nesse de leio uma positiva e uma negativa haha
    Adorei sua resenha <3
    Abraço
    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elileudo, olá!
      Realmente, dá pra ficar em cima do muro tendo como parâmetro as resenhas. Esse livro divide opiniões, ne?
      Dê uma chance a ele! Você pode ser um daqueles que curtiram e muito a estória!

      Beijos!

      Excluir
  8. mais uma quinta feira ahhahahhaha muito boas suas resenhas Biola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num é?
      To ficando com medo já viu... Já num gosto de quinta-feira, e as coisas ainda resolvem acontecer só na quinta! #ATreva

      Excluir
    2. hhahha podia pula pra sexta direto hahahaha

      Excluir
  9. Por incrível que pareça, por você dizer que foi um "livro de terror sem terror",fiquei curiosa e com vontade de ler hehehe.
    Excelente resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu creio que vc vá gostar, Tati.
      É um livro promissor... Apesar dos pesares.
      Leia e me conte!
      Beijosss

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo