Menu em imagem

Image Map

08 setembro 2015

{Resenha} ~ Os cinco porquinhos - Agatha Christie ~

Quando li: Maio, 2015.
Título: Os cinco porquinhos
Autor(a): Agatha Christie
Editora: Globo de bolso
Páginas: 237
Avaliação:
Onde comprar? Submarino | Americanas | Saraiva

Sinopse: Há dezesseis anos uma mulher fora condenada por assassinar seu marido. Ao morrer na prisão, deixou uma carta para sua filha de cinco anos, Caroline, afirmando sua inocência. Caroline sabe que precisa do melhor detetive do mundo para esta missão quase impossível: resolver o passado à procura do verdadeiro assassino, para limpar o nome de sua mãe. Hercule Poirot aceita a missão, partindo de uma cantiga de ninar inglesa - Os cinco porquinhos - que dá título à obra. 



Carla Lemerchant, filha de um conhecido pintor, Amyas Crale, e de Caroline Crale, procura Hercule Poirot para que ele possa desvendar o possível mistério envolvendo a morte do pai. Amyas morreu envenenado, e sua esposa Caroline foi acusada e condenada pelo assassinato.

De acordo com os arquivos do inquérito, todas as evidências apontam para Caroline, mas ela afirma ser inocente em uma carta escrita pouco antes de sua morte, para que fosse entregue à filha quando a mesma alcançasse a maioridade.

Quando a tragédia aconteceu, Carla Lemerchant, cujo nome verdadeiro é Caroline Crale - nome herdado da mãe - tinha apenas cinco anos, mas ainda assim, tem certeza de que o caráter da mãe não é condizente com o de uma assassina. Isso, junto ao fato de a mãe ter afirmado ser inocente em sua carta a leva ao detetive belga Hercule Poirot, com a esperança de que a verdade venha à tona, seja ela qual for.

Diante do pedido da moça, Poirot segue em busca dos fatos e chega a cinco pessoas próximas ao casal e os associa a uma antiga canção de ninar inglesa - Os cinco porquinhos.

Partindo do pressuposto de que essas pessoas poderiam ajudá-lo a reconstituir os momentos que antecedem o crime, a descrever as ações, e, se possível, as emoções de cada uma das pessoas que presenciaram o acontecido, Poirot pede para que cada "porquinho" faça um relato minucioso do que aconteceu no dia 18 de setembro, dezesseis anos antes.

E, a partir dos relatos dos cinco "porquinhos", ele desenvolve sua teoria sobre o caso, e após ter a resposta, ele os reúne e expõe sua descoberta, deixando todos boquiabertos ao revelar a verdade sobre o assassinato de Amyas Crale.

A Dama do Mistério nos faz viajar dezesseis anos na companhia de Hercule Poirot, e melhor companhia não há! Ele sai em busca de fatos que podem ser irrelevantes, mas que para ele fazem toda a diferença. Para cada "porquinho" nosso detetive assume uma postura, uma personalidade. Tudo para que os mesmos se sintam confortáveis, facilitando assim a análise de suas ações e emoções.

Ele começa por Phillip Blake, o arrogante melhor amigo de Amyas Crale. Phillip não faz questão alguma de esconder seu desafeto por Caroline, e relutantemente, concorda em dar a sua versão dos fatos daquele fatídico dia. Nem preciso dizer que ele não acredita na inocência de Carol, é claro.

Após visitar Phillip, Poirot vai de encontro à Meridith, o irmão mais velho do Sr. Arrogante. Ele é completamente diferente de seu irmão. Se mostra ser gentil, um cara boa praça. Tinha grande carinho por Caroline, mas, ainda assim, não acredita em sua inocência. E ele irá explicar o porque em seu relato sobre o assassinato.

Elsa Greer. Amante de Amyas Crale. Na época, era considerada uma jovem a frente de seu tempo. Era famosa por sua língua afiada e por exalar o amor pela vida. Ela narra os acontecimentos a Poirot sem demonstrar qualquer emoção, alterando-se somente ao falar de Caroline. Obviamente ela também não acredita que ela não tenha assassinado seu grande amor, por isso concorda prontamente em registrar sua visão dos acontecimentos.

O porquinho que não comeu nada, Cecilia Williams também recebe a visita do ilustre detetive. Na época do crime ela era a babá de Angela e tinha grande admiração por sua patroa. Ela presencia o momento em que Caroline encontra Amyas morto, e faz questão de contar tudo o que viu.

Angela Warren, irmã de Carol, é o último porquinho da lista. A única a acreditar que Caroline não matou Amyas, ela também recebe uma carta da irmã. Para defendê-la, decide que também irá contar sua versão dos fatos.

A análise de Poirot sobre cada situação é, sem dúvida, o ponto alto da leitura. Como a estória é baseada nos relatos das várias pessoas envolvidas, o decorrer acaba se tornando um pouco repetitivo, tendo em vista que os depoimentos são muito parecidos, mas todos eles têm um ou dois atenuantes.

Como todo livro de investigação, somos levados a acreditar que fulano ou beltrano pode ser o verdadeiro assassino, e no fim, temos a brilhante explicação dos fatos, com detalhes que passaram despercebidos por nós, mas não a Poirot. E tudo faz sentido, é claro!

Mais uma obra brilhante e bem construída de Agatha Christie.


10 comentários:

  1. Oiii!

    Primeiramente, que blog maravilhooooso <3
    Eu adorei tuuudo aqui! muito fofo!
    Sobre sua resenha: AGATHA LIIINDA <3
    Eu tenho alguns livros dela aqui, só que com uma revisão atualizada então algumas repetições somem o que é bom pq deixam a leitura agil.
    O Poirot é incrivel, adoro a forma como ele conduz as investigações nos deixando super curiosos né?
    A resenha está ótima!
    Estou seguindo o blog e sucesso <3


    Beijinhos,
    entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula!
      Que bom que gostou!
      A Agatha é realmente incrível! Eu sou suspeita pra falar... Ainda mais quando temos a presença de Poirot e Miss Marple nas estórias!
      Eu adoro a forma como ela escreve.... E a construção dos personagens é sempre impecável!
      Essas revisões novas devem ser realmente menos cansativas, mas confesso que mesmo sendo repetitivo às vezes, a versão original deixa as coisas mais interessantes. Assim, aqueles pequenos detalhes fazem toda diferença!

      Muitoooo obrigada pela sua visita!
      Espero vê-la aqui sempre!
      Vou visitar teu blog agora e dar meus pitacos por lá!

      Beijooooss

      Excluir
  2. Oii
    A Agatha já tem um lugar permanente no meu coração. Li duas estórias dela e nas duas me senti completamente envolvida. É uma escritora que sempre recomendo para quem gosta de livos policiais.
    O blog está lindo, parabéns!!

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raissa, super concordo com vc!
      Acho que toda pessoa no mundo, mesmo aquelas que não gostam de livros policiais, deveriam ler Agatha. Acho que ela faz com que nosso raciocínio fique mais aguçado sabe... Enfim, sou muito suspeita pra falar, rs!
      Obrigada por vir! Volte sempre!
      Vou dar uma espiada no seu blog, dar uns pitacos por lá! Haha...
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Fabíola!
    Eu adoro os livros da Agatha Christie, li muito quando era mais nova porque minha avó colecionava os livros. Não lembro se já li esse... De qualquer modo preciso ler!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sora, vc realmente precisa lê-lo! E, caso tenha lido, leia novamente! Rs...
      Obrigada por vir!
      Beijos.

      Excluir
  4. Oi Fabíola! Eu não lembro da história em detalhes, mas foi um dos livros da autora que mais gostei. Adoro investigações que resgatam o passado e revelam segredos sórdidos.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida!
      Esse livro também está entre os meus favoritos da autora! Acho que o meu favorito foi Os treze problemas... Ou Um gato entre os pombos.... Não sei! Hahah... Sou suspeita pra falar, sabe! Eu adoro a Agatha!
      Obrigada pela sua visita! Beijocas! =***

      Excluir
  5. Adoro o Blog e a Resenhista é top. A Agatha é incrível, e suas resenhas são excelentes,conseguindo compreender cada detalhe,sem deixar passar nada despercebido ,e sem spoiler ( eu tenho dificuldade em comentar sem dar spoiler) kkkk.
    Adoro vir passear por aqui s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiiii! Obrigada, rs!
      Realmente não é fácil falar de um livro sem dar spoiler viu.... Precisei treinar muito! Obrigada pelo carinho, viu? Vc é muito querida! S2
      Beijos!

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo