Menu em imagem

Image Map

17 novembro 2015

{Resenha} ~ Escuridão Total sem Estrelas ~ Sthephen King

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje vim falar para vocês sobre um livro surpreendente do mestre Sthephen King.
O livro é dividido em quatro contos, e cada um deles nos leva para cantos realmente sombrios e sinistros da mente humana. Como uma pessoa pode se transformar em uma situação de desespero?
Nós conhecemos mesmo as pessoas com quem vivemos? Acredito que essas e outras perguntas vão surgir na cabeça de vocês durante a leitura.
Então, vamos lá?!

Quando li: Novembro, 2015.
Título: Escuridão Total sem Estrelas
Autor(a): Sthephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 392
Avaliação:
Onde comprar? Submarino | Americanas | Amazon

Sinopse: 1922 (1922, 2010): Wilfred James e Arlette James são donos de 100 acres em Hemingford Home. Enquanto sua irritante esposa quer vender sua parte para uma companhia, Wilfred quer manter suas terras. A cada dia que passa, Wilfred percebe que só há uma solução para o problema. Envenenando a mente de seu filho, Henry, os dois acabam por assassinar Arlette. A história é uma narração/confissão de Wilfred sobre como ocorreu o assassinato, e a série de terríveis eventos que foi desencadeada por causa do crime.

Gigante do Volante (Big Driver, 2010): Tess, uma escritora de suspense leve, vem suplementando sua renda por anos, servindo como oradora em alguns eventos. Em um compromisso de última hora, Tess vai fazer uma palestra na cidade de Chicopee. No caminho de volta para casa, ao pegar um atalho, um evento horrível mudará sua vida para sempre; após isso, Tess descobrirá um lado negro em si mesma que nunca imaginou possuir, e não descansará enquanto não obtiver a coisa que mais deseja: vingança.

Extensão Justa (Fair Extension, 2010): Dave Streeter está sofrendo com câncer e para aliviar a angústia resolve passear. Durante o passeio, ele conhece um homem misterioso que lhe oferece um “prolongamento de vida” de duas décadas. Porém, como é regra universal do mundo dos negócios, tudo tem um preço. Irá Streeter ceder à sedutora ideia de viver mais, em troca de prejudicar seriamente uma pessoa realmente próxima a ele?

Um Bom Casamento (A Good Marriage, 2010): Darcy Anderson, casada há 27 anos, aprende mais sobre o seu marido do que gostaria quando literalmente tropeça em uma caixa misteriosa sob uma mesa na garagem. Isto é apenas a ponta do iceberg, pois as descobertas que ela fará poderão colocar não só seu casamento e família em xeque, como também sua própria vida.

1922

O ano é 1922, Wilfred James é um agricultor que ama sua vida no campo, ama suas vacas de nomes inspirados em livros de mitologia - livros que ele também ama. Ele é casado com Arlette James, com quem tem um filho, Henry - que prefere ser chamado de Hank.

Eles levam uma vida relativamente tranquila, apesar da falta de dinheiro – o ano está complicado – até que o casal chega a um empasse. Arlette, que é uma pessoa difícil e até irritante às vezes, quer vender a parte dela das terras e se mudar para a cidade grande. Wilfred tenta convencê-la do contrário, mas depois de muito tentar percebe que a mulher já está decidida.
A única solução que surge na mente perturbada de Wilfred – que se tornara muito pior depois de tudo isso – é matar a esposa. Assim, ele poderá ficar com as terras e tudo que tem nela. Ele acaba arrastando o seu filho Hank para o seu plano doentio e os dois mergulham na escuridão.

Hank, que é apaixonado Shannon Cotterie, a filha de um fazendeiro abastado que mora nas redondezas, é o primeiro a ter certeza que o que eles fizeram foi um grande erro.
Wilfrred vem a perceber isso não muito tempo depois, quando ele passa a ver e sentir a presença de sua esposa morta.

A estória é narrada em primeira pessoa por Wilfrred através de cartas. As coisas que começam a acontecer depois do assassinato da esposa são horripilantes. Sthephen King mostra todo o seu talento em um dos ramos que ele mais gosta de atuar, o terror. Esse conto nos mostra que depois que a pessoa mergulha muito na escuridão, fica muito difícil voltar à luz.

Esse é o conto mais longo e o segundo melhor na minha opinião. É uma estória de terror que tem partes que realmente me deixaram arrepiado. O conselho que eu dou a vocês é para não lerem esse livro a noite ok? Obrigado por me traumatizar mais uma vez Sr. Sthephen King!

O gigante do volante

Tess Jean é uma escritora relativamente conhecida, que guarda a maior parte de seu dinheiro na poupança para que no futuro possa gozar de uma boa vida.

Tudo esta bem até que ela recebe um convite de Ramona Norville para um evento em sua livraria. Trata-se da apresentação de seu novo livro, e o melhor, por um bom dinheiro. O evento foi um sucesso! Tudo como planejado, tudo lindo.

Na volta pra casa ela pega um atalho – indicado por Ramona – que a princípio parece uma boa ideia mesmo.

Bom... imprevistos acontecem, certo?

O pneu do carro de Tess fura e ela se vê sozinha em uma estrada deserta. Quando ela sai do carro a fim de verificar os danos, percebe que a estrada está cheia de troncos com pregos.
Estranho né? Ela também achou.

O que ela mais quer agora é ligar para o seguro para pedir auxílio, mas o celular está sem sinal. Ótimo! - ela pensa. Agora o seu dia começou a ficar ruim de verdade.

O tempo passa, e finalmente uma caminhonete surge no horizonte. A caminhonete para e dela sai um homem grande, grande não... Enorme! Ela se assusta com o tamanho dele, mas assim que o homem começa a falar, com uma voz calma e aparência tranquila, ela se acalma, e ele gentilmente se oferece para trocar o pneu pra ela.

Quando Tess pensa que o dia vai voltar a ficar bom, algo terrível acontece. O gigante a pega de surpresa, a estupra e a deixa para morrer. Mas ela não morre, ela volta pra casa.

Depois de conversar com seu gato e seu GPS – ela conversa com animais e "coisas", e eles a respondem –, Tess decide não ir à polícia. Ela não vai entregar o gigante para as autoridades, ela quer vingança. A nova Tess, a versão que saiu do esgoto, a que sobreviveu por pouco, quer vingança.
Essa estória tem um final surpreendente.

É incrível como os eventos vão acontecendo e deixando Tess em situações cada vez piores - ou melhores. Acho que vocês terão que tirar suas próprias conclusões.

Vocês já assistiram Valente, com a Jodie Foster? Vão ver algumas semelhanças nesse conto, confesso que essa foi a estória que mais gostei, além de ter um final que eu não esperava, as partes em que a Tess conversa com o Tom – seu GPS - são no mínimo interessantes.

Extensão justa

Dave Streeter mora na cidade de Merry, no Maine. Ele trabalha em um banco, é casado com Janet, tem dois filhos com a mesma, May e Justin. Dave Streeter tem câncer.

Ultimamente ele só esta esperando sua morte e vomitando em sacos de papel. A vida pra ele acabou.
Um certo dia, voltando do consultório do Dr. Henderson, ele acaba tendo sua atenção desviada para um vendedor de beira de estrada. Ele não sabe muito bem porque parou o carro no acostamento, e quando ele dá por si, já está conversando com o misterioso vendedor que, aparentemente, não tem nada pra vender, a banca está vazia.

Após uma conversa com o vendedor George Obadi, ele descobre que o estranho vendedor vende extensões. Isso, extensões de coisas que as pessoas mais precisam. Se você tem um pênis pequeno, George pode te vender uma extensão de pênis, por exemplo. É o que ele fala para Dave.
Ele, inicialmente por brincadeira, entra na conversa de George e acaba aceitando comprar um extensão de vida, mais ou menos uns 20 anos. Para quem estava com um pé na cova, parece bom, né!?

Mas quanto custa uma extensão de vida?

De acordo com George, Dave só tem que passar o mal para outra pessoa, uma pessoa que ele odeie. Ele teria de dizer a George o nome dessa pessoa que ele odeia, e claro, dizer seus motivos.

Dave escolhe seu melhor amigo na época de colégio, Tom Goodhugh. Mas porquê? Por quê ele roubou o amor de sua vida, Norma. Por quê Tom é rico pra cacete graças a sua ajuda. E por quê Tom tem filhos maravilhosos, carinhosos, educados e perfeitos.

Pois é, Dave tem um coração rancoroso e podre.
Gente, pense em tudo de ruim que pode acontecer com uma família! Tudo isso e muito mais vai acontecer a família de Tom, graças ao rancor de Dave.
Será que no final ele vai se arrepender de tudo o que causou ao seu ex-melhor amigo? Só lendo pra saber!

Esse conto também tem suas partes macabras viu! Principalmente quando George – que pra mim é o próprio capiroto - tenta convencer Dave de aceitar a extensão. Outra parte que me deixou realmente chocado é o comportamento do ser humano. As pessoas podem ser realmente horríveis né?

Um belo casamento

Darcy Madsen nasceu em 1960, trabalhava como secretária quando conheceu e se apaixonou por Bob Anderson. Eles se casaram e agora ela é a Sra. Darcy Madsem Anderson. Eles tem dois filhos, Donnie e Petra.

Bob e Darcy são casados há mais de 25 anos, e, segundo Darcy, eles são felizes. O casamento deles é bom, os filhos estão bem encaminhados na vida, tudo vai bem na família Anderson.

Certo dia, Darcy estava sozinha em casa. Era um dia bem frio e bom pra assistir TV até tarde. Seu marido havia saído em busca de moedas para sua coleção - ele é numismata.
O plano dela é realmente ficar na frente da TV o dia todo, mas percebe que está sem pilhas no controle remoto, e então decide ir até a garagem para pegar umas que o marido lá guarda.

Já na garagem, Darcy quase cai ao tropeçar em um caixa de seu marido. Ao se abaixar para guardar a caixa, ela percebe que a mesma está cheia de catálogos de compras, catálogos estes que ela procurava há muito tempo.

Bob provavelmente os pegou para que ela parasse de fazer compras. Irritada, ela começa a mexer na caixa, e acaba encontrando uma revista diferente. Uma revista de sexo sádico. Ela arrisca ver algumas páginas e imediatamente se arrepende. Porquê seu marido se interessaria por tal assunto? Naquele momento, ela julga ser mera curiosidade de Bob.

Ela resolve guardar tudo, e quando vai guardar a caixa corretamente, escuta um baque surdo, como se algo tivesse caído.

A curiosidade matou o gato, né!?

Darcy se abaixa para ver o que é, e descobre que é caixinha que ela deu para o marido tempos atrás.
O conteúdo da caixa que faz Darcy pensar nos mais de 25 anos que ela passou casada com Bob.
Será que conhecemos 100% das pessoas mais queridas e que convivemos há tanto tempo? Na minha humilde opinião, e também na de King, não. E nessa estória vocês vão descobrir que Darcy vai acabar concordando conosco.

Confesso que esperava algo mais no final desse conto, acho que esperava mais sangue, não sei porque. O que me chamou a atenção aqui, mais uma vez, foi a transformação do ser humano diante de uma situação pra lá de adversa. Isso faz a gente viajar e pensar... O eu faria se eu estivesse no lugar dessa pessoa?

No fim do livro temos um bate-papo de King com o leitor – adoro quando ele os adiciona ao fim de seus livros – e ele revela que uma das coisas que o motivou a escrever esse livro, foi mostrar que as pessoas que cometem coisas horríveis, na maioria das vezes, são pessoas comuns. Um estuprador também ajuda velinhas a atravessar a rua, por mais incrível que isso pareça.




23 comentários:

  1. Oi, André!
    Eu comprei esse livro recentemente e ele está na lista de leitura.
    Estou vendo que vou perder algumas noites de sono porque geralmente leio de noite.
    Aaah... Tess não é tão doida assim. Eu também converso com coisas haahhahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luíza! Tudo bem? Ah vai perder sim viu rsrs, se prepara!
      Vc tb fala com coisa é? Rsrs
      Vai se identificar com a Tess! Rsrs

      Bjs

      Excluir
  2. Oi Andre..esse livro e bem ecletico viu...tem assasinato...misterio na estreda...descobrimento de coisas no casamento e ate paquito com o satanas...kkkk...nao mentira nao sei se tem paquiti...mas foi o que pareceu...mas vamos combinar que Sthephen King é Sthephen King....o mestre em historias sobrias(mas nunca ira ganhar do meo Poe)gostei bastante do livro..o titulo e a cor da capa tras bem o lado sombrio das historisa....louca pra ler....obg pela dica e bjsssss...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karol! O Sthephen King é o cara nesse quesito né?! Rs
      Esse livro tem um pouco de tudo mesmo, com falei as estórias são me distintas, mas todas mostram um lado sombrio do comportamento humano sabe? Rs

      Bjs!

      Excluir
  3. Parece ser legal, pena que eu não gosto de livros de suspense!!! Mais quem sabe um dia eu não compro!!! 📚☺

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Kakau tudo bem? Deixa na sua lista de leitura, vai que um dia vc anima de ler um suspense!

      [ ]`s

      Excluir
  4. Olá. Tem tag lá no meu blog e estou te desafiando a fazê-la. Ok?
    Link da tag:
    http://sacoliterario.blogspot.com.br/2015/11/tag-whatsapp-literario.html#more

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi tudo bem? E ai? Rs
      A Fabíola Já vai responer a tag! :D

      Excluir
  5. Olá,
    Li apenas um livro desse autor, mas desde então sou apaixonada por sua escrita. Esse em especial está despertando bastante meu interesse, parece ser uma obra incrível.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Inês tudo bem? Que bom que vc gostou do livro do King, eu pessoalmente gosto muito dos livros dele, leia mais livros dele! Eu recomendo demais :D

      Bjs!

      Excluir
  6. Oi André!
    Eu já li esse livro e amei!!! Meu conto preferido foi Gigante do Volante. Não conheço esse filme que você citou, vou procurar assistir.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora! Então gigante no volante tb foi o meu favorito, a transformação da Tess é muito louca né? Rs
      É um filme bem legal viu, fale a pena conferir tb!

      Bjs!

      Excluir
  7. Oi Andre!
    Eu não leio terror. Sou uma pessoa extremamente medrosa, mas confesso que achei a edição desse livro muito perfeita <3 Toda preta, ficou show!

    Abraços
    David
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala David! Tudo bem? O primeiro conto é horripilante! Rs
      Os outros não tem tanto terror sabe, mais ai é como comprar um CD pra ouvir só algumas musicas né? Rs

      [ ]`s

      Excluir
  8. André seu Jacu! Você tá de Parabéns! Adorei sua resenha .. que venham outras. Amém? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati Martin! Que bom que vc gostou! Obrigado viu!

      Excluir
  9. A capa é assim ou meu monitor ta zuado.. fiquei meia hora caçando a capa hahahahahhaha... mas a historias parece ser boa.... amo suspense...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline, a capa é toda preta com o titulo escrito em cinza! Rs
      As histórias são muito boas :D

      Excluir
    2. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Tive que comentar algo sobre o comentário da Aline!
      Seu monitor não tá zoado, Aline! kkkkkkkkkkk
      As laterais do livro tb são pretas! Total black!
      Hehe

      Fabi

      Excluir
    3. hhhahahhahahahahah ah fabi seus livros me trolando hahahahhahahahha

      Excluir
    4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Pegadinha do Malandro!
      Ié ié!

      Fabi

      Excluir
  10. Adorei a resenha, fiquei super curiosa, e é Stephen King né todo mundo fala bem dos livros dela mais um pra minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, tudo bem? :D
      Que bom que gostou da resenha, pode adicionar na sua lista sim, o livro é ótimo!

      Volte sempre ok?

      Bjs!

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo