Menu em imagem

Image Map

11 novembro 2015

{Resenha} ~ Tudo o que ela quer - Erika Rossas ~



Quando li: Novembro, 2015
Título: Tudo o que ela quer
Autor(a): Erika Rossas
Páginas: 400
Avaliação:
Onde comprar? Amazon

Sinopse: Sara Montezuma é exatamente o que nenhuma mocinha de romance jamais pensou em ser. Ela é a rainha do drama e da manipulação, odeia responsabilidades, só gosta dos caras errados e vive constantemente de ressaca.
Que ela sempre foi meio narcisista e politicamente incorreta, todo mundo já sabia. Mas tentar pular o muro do colégio é certamente o estopim. O resultado dessa pequena aventura? Um carimbo de expulsão do histórico escolar e uma viagem só de ida para a bonita e tranquila Campos do Jordão.
No final das contas, o castigo não era tão grande assim. Ela ia morar um dos destinos de férias mais famosos do Brasil, dirigir o Bel Air 57 do pai sem carteira de motorista, conhecer os turistas mais gatos que podem existir e, acima de tudo, ficar bem longe de todas as memórias ruins envolvendo a morte trágica do seu padrinho.
É um novo começo. E Sara está se divertindo como nunca. O único problema é que aqueles últimos meses tinham deixado todos devastados e, mesmo com todas as festas e distrações, superar o passado é muito mais difícil do que ela poderia esperar. Mas não se chamaria Sara Montezuma se nem ao menos tentasse!
Tudo o que ela quer é uma história pra lá de audaciosa, feita principalmente para quem já cansou de ler sobre mocinhas comportadas e príncipes em cavalos brancos.

Sara Montezuma é tudo aquilo que uma adolescente rebelde deve ser. Inconsequente, cheia de si, desobediente e dramática. Seu pai, o Dr. Haroldo, faz tudo o que pode para por limites na filha, mas a verdade é que essa palavrinha não existe no vocabulário da Japa.

Quando todos pensam que não há mais o que aprontar na escola, Sara é pega pulando o muro, e, pra piorar, com um cigarro nas mãos. Depois de tantas travessuras como tomar banho de roupas íntimas na piscina infantil do colégio, nada mais pode ser feito a não ser expulsá-la. Seu pai, sem saber o que fazer com a filha e também com medo de perdê-la para o mundo, decide que devem se mudar de São Paulo, a fim de afastar a filha de encrencas. Estava decidido.

Após uma breve viagem à Campos do Jordão para resolver um problema na casa que eles costumam passar as férias, o doutor recebe uma proposta de emprego bem tentadora, e resolve que é para lá que eles vão se mudar. Sara fica um tanto reticente no início, mas depois começa a ponderar suas opções. Em Campos ela poderia dirigir o carrão do pai mesmo sem carta de motorista... pode conhecer turistas gatinhos e ainda aproveitar o clima agradável de lá. Pode continuar a beber todas sem nem pestanejar. Voltar viva para casa seria ainda mais simples. Então, #PartiuCampos.

Logo quando chega ela já faz novos amigos. Conhece Diego, um carinha forte e com olhos encantadores. Um peguete potencial, no fim das contas. Logo de cara vai para a casa de campo em que Diego e seus amigos estão hospedados... e bebe até não poder mais! Bebe muito, se envolve com Diego, consegue armar um barraco com um casal da casa, e sai como se nada tivesse acontecido. A partir de então, sua vida desregrada volta à tona! Bebedeiras, festas, sexo e tudo o que ela tem direito!

Mas, mesmo com tantas distrações, sua cabeça continua em Sampa. Ela ainda não se recuperou da perda de seu padrinho Joel, ainda sente como se tudo não passasse de um pesadelo. E, para piorar, agora ela estava longe de sua madrinha Vitória e de Gabriel Bosi, filho de seus padrinhos, um garoto que a tira do sério, mas por quem nutre um sentimento ambivalente, algo que não entende. Até que eles também se mudam para Campos.

Vitória estava tendo dificuldades para aceitar a morte trágica do esposo, e Bosi também estava tendo seus dias ruins, pois além da dor de perder o pai, ver sua mãe cada dia mais deprimida também não ajudava muito. Por isso, para que pudesse cuidar de Vitória, Haroldo os convida para morar em Campos. Vitória aceita, e Bosi passa por cima de todas as suas vontades e desejos com o intuito de ver a mãe bem, mesmo que isso signifique ter que conviver com Montezuma no mesmo teto até que sua casa fique pronta.

As coisas já estavam ruins antes da chegada da madrinha e de Bosi, mas a permanência deles tão próxima a si só deixaram Sara ainda pior. Sabe-se lá porque, mas ela conseguiu se superar. As loucuras da garota ultrapassaram aquilo que, para nós, parece ser impossível. Mas ela queria se divertir a todo custo, e para tanto, conseguiu destruir a todos ao seu redor. Como? Eu te conto.

Sexo, drogas e rock 'n roll.
Além de destruir os nervos e apreços de todos a sua volta, ela destruía a si mesma cada vez mais. E o resultado disso?... Leia pra saber.

A cada dia que passa Sara bebe mais. Transa mais. Se droga mais. Se afunda mais. Dentre todas as suas loucuras, se envolver com Rômulo, o traficante da cidade, filho do prefeito e bad boy, foi a pior delas. Seu relacionamento com o garoto mudou a vida da maloquete completamente, fazendo com que ela se cegasse para a ajuda que vinha de todas as partes... principalmente, de Bosi.

Ah, Bosi!
Um vegetariano boa praça que parece com um daqueles moleques aguados criados em apartamento, mas que depois se mostra diferente. Ele é estudioso, verdadeiro e gente boa! Seus defeitos? Guardar suas mágoas e dores para si. Ser vegetariano, pois, vamos confessar pessoal! Uma pessoa que resiste a uma picanha ao ponto só pode ter sérios problemas! Mas, o pior de seus defeitos, a pior dor, e o seu pior problema, é amar Sara Montezuma.

Sara desperta todo tipo de sentimento que se pode sentir por um ser humano. De carinho à repulsa! Ela me fez ter vontade de socar a cara dela, de sacudir e falar "ô minha filha, cê é doida!?", de dar um abraço, de pagar uma dose de vodca para que ela desabafasse e se sentisse melhor.

Cheguei a conclusão de que todos temos um Sara dentro de nós. Uns, a prendem em jaulas com mil e uma trancas. Outros, deixam que ela dê um passeio e se mostre de vez em quando... e tem aqueles que a deixam livre para que toque o terror por onde passa! Por essas e outras que, por mais que eu tenha sentido repulsa por ela tantas vezes por conta das suas atitudes, eu a compreendi. Tudo tem um porque.

Em alguns momentos a narrativa se torna um pouco cansativa, pois os atos de Sara já são previsíveis, sabemos que ela vai fazer merda! Mas, ainda assim, não deixamos de torcer por ela. Os personagens secundários foram bem traçados e têm grande participação na trama, apesar de a protagonista ser daquelas que rouba a cena mesmo quando não se trata da mesma. Mas no geral, é um ótimo livro! Ele te ensina a ter coragem, a não desistir. A buscar novos recomeços independente do tamanho do seu erro, do tamanho do seu sofrimento. E, sem dúvida, ver um personagem crescer é algo gostoso por demais.

Mas, já aviso. Se está em busca de um conto de fadas, baby, Tudo o que ela quer não é para você.
Aceite meu conselho. E esse mesmo conselho também é dado pela autora. Quem avisa, amigo é.




15 comentários:

  1. Oi Fabi!
    Não conhecia esse livro, mas adorei sua resenha! Parece ser uma boa leitura, só fiquei com medo desse conselho no final... Será que não tem final feliz? Só lendo para descobrir.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora!
      Eu diria que não é daqueles finais de contos de fadas que esperamos... Mas o final é feliz sim!
      Na verdade, depende do ponto de vista de cada leitor. Ao meu ver, foi um final feliz.
      Leia e me conte se para vc, o final foi feliz ou não! Rs...

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Fabi!
    Eu conheci esse livro outro dia e já quero na minha estante.
    Creio que deve ser uma leitura bem divertida.
    Adoro personagens "bipolares" como Sara hahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Luiza.. Bipolar é apelido quando se trata da Sara viu!
      Rsrsr...
      Realmente o livro é bem divertido!
      Eu o li em e-book e não vejo a hora de tê-lo em mãos!
      A cada é linda e a diagramação também! Quero ler novamente, sem dúvida!

      Beijos!

      Excluir
  3. hahaha todas com medo do final! eu só assisto (e me divirto)!
    Que resenha profunda, fabi! adorei <3

    A sara é realmente uma pessoa muito dificil, mas todas nós precisamos ser um pouco de Sara na vida que é pra não levar tanto na cara. hehehe
    E para tudo! Eu suuuper rejeitaria uma picanha tambem. Será que sou louca que nem o Bosi? hahaha não curto carne vermelha at all. acho que vou ali fazer terapia.

    beijos
    www.manualdaerika.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erika, realmente a coragem de se jogar que a Sara tem é algo que dá inveja a qualquer ser humano. OK, podia se jogar um pouco menos... shIUAHSIUAHs
      Mas ainda assim, a coragem dela é algo lindo de se ver!

      Quanto à picanha... tá perdoada! Apesar de ainda achar que é coisa de maluco rejeitar picanha... E nem vou dizer para procurar uma psicóloga. Pq aqui o papo é reto. É uma psicóloga falando que é coisa de maluco rejeitar picanha!
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Obrigada pelo carinho e pela confiança!

      Bjs

      Excluir
  4. retiro um pouco das minhas palavras..nao irei me indentificar muuuiittooo...essa garota e louca...gente quando ela vai se tocar....e o vegetariano...caidinho pela japa...meu Deus tenho que ler...obg pela dica...beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karol, quando eu li a sinopse achei que ela seria parecida comigo, mas depois vi que não. Como eu disse na resenha, todo mundo tem uma Sara dentro de si.. mas precisamos controlá-la ne?
      E eu fiquei com pena do Bosi! Rs...
      Beijos

      Excluir
  5. só gosta dos caras errados..... acho que esse livro é uma biografia minha ahahahahhahahahhahahahhahahahahha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ALine, se num fosse pelas mil loucuras qe ela faz, eu concordaria com vc!
      Mas ela é doida demaaaaais
      shaishauhsaiushaiuhs

      Beijos!

      Excluir
    2. hahhaha vou ler pra ver se minhas loucuras se igualam as dela hahahhahaha

      Excluir
    3. Eu espero sinceramente que não se iguale, viu.. kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. hahhahahahahha agora que quero mesmo ler esse ai.... pode me dar de natal

      Excluir
  6. Oi Fabíola eu não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sinopse e da sua resenha, já foi para a minha lista de desejados bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele acabou de ser lançado, mas ainda não temos o físico, Fernanda.
      Está à venda na Amazon, somente em ebook ou wattpad.
      Em breve o físico sai do forno!

      Beijos

      Excluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo