Menu em imagem

Image Map

04 setembro 2017

{Hora da Pipoca!} ~ Tem na Netflix - Death Note ~

Olááár!  Turo beeeeim?
Ainda estão por aí?
Ah, diz que siiiimmmm!!!

Como vocês estão, seus lindos? Eu espero que estejam todos bem. Bem e animados!
Antes de falar sobre o assunto de hoje - que está mó legal, diga-se de passagem - eu queria me desculpar pelo sumiço. Por ora, não posso falar os motivos, mas posso garantir que é por uma boa causa! Nesses últimos dias, a Bia, o André e eu estivemos concentrados em uma maravilhosidade para vocês. Aguardem! 😉

Agora, vamos voltar ao assunto de hoje.
Dia desses eu vi no Facebook que a Netflix estava para lançar algo relacionado ao anime Death Note. Ouvi os boatos e não dei atenção a eles pois achei que se trataria de uma série, e como vocês já devem ter percebido, não tenho  muita paciência para séries. Mas aí hoje eu estava procurando algo para assistir e fiquei surpresa ao descobrir que na verdade o tão falado Death Note da Netflix era um filme, não uma série. Vi que era curtinho e corri pra assistir. E foi surpreendente.



Quando assisti: Hoje mesmo, dia 4 de setembro de 2017.
Título: Death Note
Data de lançamento: 25 de agosto de 2017.
Duração: 1h 41 min
Direção: Adam Wingard
Gênero: Terror / Fantasia / Suspense
Avaliação: 
Sinopse: Seattle, Estados Unidos. Light Turner é um estudante brilhante que, um dia, encontra um caderno que repentinamente caiu do céu. Trata-se do Death Note, que permite ao seu portador matar qualquer pessoa que conheça a partir da mera anotação do nome do alvo em suas páginas. Sob a influência de Ryuk, o dono do caderno, Light, passa a usá-lo para eliminar criminosos e pessoas que escaparam da justiça. A súbita onda de assassinatos faz com que ele seja endeusado por muitos, pode muito tempo, que o apelidaram de Kira, mas também atrai a atenção de um enigmático e também brilhante detetive, L.

Normalmente quando eu falo que algo foi surpreendente é por que esse tal algo me agradou, mas este não é o caso. Death Note foi baseado em uma anime / mangá bem famoso e deixou muuuuito a desejar.


Seu trailer instigante convence, nos ilude. Nos faz achar que teremos uma trama envolvente e permeada de cenas interessantes, mas no fim das contas, tudo foi exagerado e, por vezes, beirou a comédia - e nesse caso não foi algo positivo.

Light Turner, um nerd como outro qualquer - #SQN -, um belo dia encontra um caderno que caiu do céu. Na capa de couro gasta do tal caderno está escrito Death Note, e mesmo sem saber do que se trata, leva o treco consigo. Ao abri-lo, ele descobre que, se anotar o nome de um ser humano e tendo em mente o seu rosto, esse humano morrerá. Ele pode anotar não só quem, mas como, quando e onde.


Ryuk, um shinigami (ou deus/demônio da morte, se você preferir) acaba instigando Light a escrever um nome a fim de comprovar que a informação é verdadeira, e a partir daí ele não para mais. O garoto nerd começa a fazer justiça com as próprias mãos - ou com a própria caneta, se me permitem essa analogia chula.

São tantas considerações a serem feitas que eu nem sei por onde começar, pipows. Acho que vou começar apresentando os elenco escolhido, pois minha bronca já começou por aí.


Nat Wolff foi escolhido para interpretar Light, e nem preciso dizer que não tem nada a ver. Além de não ter a mesma cara de psicopata, algo que faz com que o personagem seja mais insano e crível, ele tem cara de bobo, e suas ações condizem com sua aparência. Vale ressaltar também que a intenção de fazer dele um nerd também não rolou, visto que ele poderia ser de tudo, menos nerd. Pra mim, era um abobado com poder demais nas mãos.


Lakeith Stanfield interpreta L, outro erro, ao meu ver. Acho que ao escolher um cara mais velho para viver o personagem, a intenção era passar mais credibilidade, mas não rolou. Achei que ficou caricato, forçado. Gostei não...


Margaret Qualley é Mia Sutton, e nem sei o que dizer sobre ela. Senti falta de um ar mais psicopata? Senti. Senti falta de emoção na mocinha? Sim, muuuuita! Acho que ela não entendeu a complexidade das coisas, fez tudo parecer uma brincadeirinha de criança, ou ainda aquelas brincadeiras que fazemos quando dizemos para um amigo "Hey, você está na minha lista negra, seu Zé Ruela!". Não convence. Não envolve. Foi bem mmeeh.


Algo me diz que só escolheram Williem Dafoe para viver o Ryuk por ele parecer com ele mesmo sem todos os apetrechos e maquiagens, rs! Achei maldade ele aparecer tão pouco, pois eu gosto bastante de seu trabalho. E lamento o personagem ter aparecido pouco também, pois ele foi o que me impediu de dar somente uma estrela ao filme. Uma estrela e uma caveira.

Continuando a falar sobre Ryuk, eu adorei a caracterização do personagem. Ele ficou extremamente sombrio e assustador, e foi isso que fez com que o filme tivesse aquele quê de suspense e terrorzinho. Ele aparece nas sombras, pouco se vê além de seus olhos demoníacos, seu cabelo maluco e todos aqueles espinhos nas costas, e isso deu um ar bem gótico e assustador à trama. Ele é o responsável por todas as mortes, e eu gostaria que elas tivessem sido bem horripilantes, assim como ele, mas ao invés disso, o que temos são pessoas explodindo, sangue voando por todo lado e muito exagero. 

Uai, Fabi, mas você não adora sangue? Sim, adoro, gente. Quanto mais, melhor. Esse é o meu lema! Mas quando vemos um cara tomar um choque elétrico e explodir, outro ser atropelado explodir... sério. O cara explode ao ser atropelado!!! Gente, achei um abuso do meu seleto gosto por sangue, sério. Foi cômico.

E por falar em cômico, o que dizer da cena em que Light se encontra com o Ryuk pela primeira vez? Céus... eu não vou falar muito, assiste aí e me conta o que você achou, ó:



Minha gente, nem mesmo eu, com essa voz fina e aguda conseguiria gritar desse jeito! E esse xilique? Que que foi isso, braseeelll??? #Deusmedefenderay


Outra coisa cômica é terem mantido a aura de um possível embate entre duas mentes brilhantes que, seguindo o mangá, deveria acontecer entre Light e o L, mas pra mim, a única pessoa inteligente ali é... é quem? Ninguém. Só vejo um show de ignorância! Não, pera. O Ryuk pode ser considerado um cara esperto. Mas ele nem é um cara, então... bem, ferrou. 

Primeiro: Light acaba de conhecer a menina e já desembucha sobre o livro. Fala que ele anda matando gente aqui e acolá, e logo de cara, chama a menina pra sua casa para dar uns pegas e matar umas pessoas - coisa legal para um primeiro encontro, hein?
Segundo: o tal do L, que era pra ser um gênio da investigação, aparece de repente com mil e uma teorias sem lógica, pois o fundamento de nenhuma delas é apresentado. A impressão que temos é que de que ele as tirou do cool - se é que me entendem, e me perdoem pela expressão feia, mas é que merece. 
Terceiro: ao invés de investirem em mortes inteligentes e em descobertas inteligentes por parte do L, o que que eles fazem? Focam no namorinho do casal mais insosso de todos os tempos! Cadê a química, cadê o tchan? Ficou parecendo um filme de relacionamento adolescente, quase um dos longas baseados em Nicholas Sparks. Nada contra, gente, mas normalmente eu os acho um saco.
Quarto: o final. Está nítido que há um gancho para uma continuação, e eu espero que tenha. Espero que ela venha para amarrar as pontas soltas e para amenizar todas as cagadas falhas desse primeiro filme.

Puuuoootz, Fabi! Mas num tem nada de bom nesse filme, não?
Tem, gente! E eu já até mencionei o que! O Ryuk! Eu adorei suas aparições, sua risada maléfica, sua caracterização e, principalmente, o seu tom sarcástico, irônico. Sem contar que o seu gosto por maçãs - o fruto proibido, uma referência e tanto! - foi bem ressaltado, e isso foi bem mara!


Em suma, não gostei. Eu esperava mais, muuuuito mais. Eu adoro o anime, e quando comecei a assistir o filme, achei que poderia dar certo, pois venhamos e convenhamos, a premissa é super boa! Imagina só ter um caderno onde você pode escrever o nome de pessoas para morrer? Ok, brincar de Deus não é legal, mas confesso que eu tenho um ou outro nome que eu gostaria de escrever ali...

Para conferir o filme e tirar suas próprias conclusões, basta acessar este link.
Assista e depois corre aqui pra me contar! Vem me dizer o que achou dessa ousada investida da nossa querida amiga Netflix.

Ufa. Chega de escrever!
Eu vou ficando por aqui.
Espero que tenham uma excelente semana, cheia de boas notícias, vibes positivas e muita leitura, afinal, tem feriadão prolongado chegando por aí!
Que ela seja leve... breve!

Beijos, 

13 comentários:

  1. Oi, Fabi!
    Eu já tinha preparado todo um textão quando vi que você falou que foi surpreendente... realmente surpreendente de ruim mesmo. Assim fica difícil de colaborar.
    Aaa esse encontro foi a melhor coisa do filme. Sei que não tem nada a ver, mas eu me acabei de rir.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário do Balaio de Babados e O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi ninguém falando bem desse filme, Lu! Pelo menos não os que conhecem o anime / mangá. Sério, senti vergonha alheia!
      Ainda bem que capricharam no Ryuk. Se dependesse de mim, teria só ele no filme! shIUHAsuiHUIAhs
      Me acabei de rir com o encontro dos dois tb, mas fiquei mega revoltada ao mesmo tempo! Fala sério.... afff

      Beijos

      Excluir
  2. eu não consegui assistir!! o "kira" apareceu e eu fiquei desde quando ele é emo desse jeito?
    a história do death note é muito legal, os personagens são muito massa. mas, acho que para qualquer ser humano que conheça anime/manga/live odiou o filme. quem não conhece deve ter achado ótimo (a história continua muito boa)
    enfim... pena que não dá p eu colocar um gif aqui que em duas frase explica bem a situação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, tirou da minha boca! MUITO EMOOOO!!!!
      De onde tiraram aquele cara, me explica?
      Ainda bem que não assistiu, Mari, assim vc num precisa passar raiva assim como passei. É ruim de doer!

      E seria lindo poder colocar gif aqui, né? Aiai

      Beijocas

      Excluir
  3. Gente do céu! Que filme horrorosooooooo! Compartilhamos o mesmo pensamento, bem eu, você e meio mundo pelo visto.
    Não tem como assistir o anime ou ler o mangá e gostar desse filme, tudo de mais interessante e instigante que existe no anime/mangá foi por água abaixo nesse filme. Os personagens mudaram totalmente de personalidade, a trama virou um tipo de Malhação meio louca... Tudo errado e principalmente mal feito. Nem deu pra reparar que fiquei indignada né?! Assiti com o Jaime outro dia e foi um show de reclamação de ambas as partes aqui rsrsrs. É aquilo a gente só assistiu pq tava todo mundo comentando e queiramos tirar nossas próprias conclusões pra podermos falar mal por conhecimento próprio rsrsrsr
    Personagens fortes, incrivelmente inteligentes, calculistas, viraram bananas que dão chiliques desnecessários. Romance chato e forçado, investigação sem lógica, mortes chatas, poderia ficar a vida aqui falando mal e ainda ia faltar coisa pra dizer. O Riuk salvou um pouco o filme? Sim, mas se fosse outro ator que tivesse feito não ia dar pra salvar é nada.
    E sobre aquele gritinho histérico do Light quando vê o Riuk no início do filme... Mais um pouco e só os cães poderiam ouvir de tão agudo que saiu aquilo rsrsrsrs
    Ah e sim, vai ter uma continuação que a Netflix já confirmou. Que Deus nos ajude no que vem por ai.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malhação com um personagem emo, pra deixar tudo ainda pior!
      E concordo, por pouco os gritos do Light não teriam sido ouvido somente pelos cachorros... puuutz.
      Fico imaginando a indignação de vocês. Deve ter sido bem parecida com a minha! A cada coisa que acontecia, eu dava um xilique diferente aqui! AfffeeeeMaria
      Que Deus nos ajude com essa continuação. Ou ela salva, ou acaba de enterrar tudo! Joga o último montinho de terra por cima dessa parada das trevas!

      Beijocas

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda não assisti ao filme e cada dia que passa ando com menos vontade de tentar dar uma chance haha
    O anime é um dos meus favoritos e tenho um apego danado com toda a historia.. a unica coisa que me chama a atenção para esse filme é, como você disse, a caracterização incrivel do Ryuk. De resto ....
    Blog- www.estacaonoventae7.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pathy, também tenho super apego ao anime e isso só faz com que eu fique ainda mais decepcionada quando penso nesse filme lixo! Pra evitar ficar como eu, corra para as montanhas e não assista esse treco!
      Se for pra assistir, foque apenas no Ryuk, pois ele sem dúvidas está dando show!

      Beijocas

      Excluir
  6. Oi Fabi...
    Confesso que ainda não assisti ao filme... E pela forma que você colocou aqui, não pretendo assistir... Também achei que os atores escolhidos não têm nada a ver com os personagens... As características são muito distintas... Não daria nem pra relacionarse não tivéssemos as imagens dos personagens ao lado dos atores (exceto Williem Dafoe, que arrasa sempre)... Acho que nem vou perder meu tempo com esse filme... Uma pena... Pois pela trama de Death Note poderia ser tudo de bom...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderia ser incrível mesmo, Cris! E acredito que a premissa dá muito combustível pra criação de algo sensacional, mas o povo pecou demais nesse filme, meu Deus!
      Como falei ali com a Pathy, acho que se for pra assistir, tem que ser pra prestar atenção só no Ryuk e deixar todo o resto de lado. De preferência, ir passando as demais partes e só parar quando ele aparecer!
      sHIUAhsuIHAS

      Beijocas

      Excluir
  7. Oi Fabi!
    Que pena esse filme deixar tanto a desejar, não é mesmo? Principalmente para os fãs do anime. Eu, sinceramente, não conheço a anime, mas tenho lido resenhas como a sua, muito decepcionada com o enredo e personagens.
    O filme tinha tudo para ser uma boa produção, mas, ultimamente algumas surpresas negativas estão aparecendo, nesse universo do cinema.
    Não pretendo assistir esse filme. Mas talvez um dia pesquise mais sobre o anime.
    Seu post, como sempre, muito bem produzido e escrito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Confesso que sobre este anime sabia que existia e ta, mas nunca tive a oportunidade de ler. Mas depois que saiu a adaptação confesso que fiquei curiosa e fui pesquisar mais sobe a historia e depois disso fiquei chocada com a quantidade de críticas sobre ele, realmente uma pena. Creio que irei tentar ler antes de ler o filme para ter uma opinião mais correta, pois independente do filme, li muitas resenhas positivas sobre a historia original, o que me deixou bem curiosa.

    ResponderExcluir

© PAUSA PARA PITACOS - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: RENATA MASSA | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo